Matéria de "Quinta": A Arte do Insulto

quinta-feira, 15 de março de 2012 Brunno Sousa , , , , , , ,




Pô,uma situação bastante comum que eu já presenciei várias vezes,você estar numa fila bem grande na farmácia,banco,etc. Para pagar tua conta de luz que está atrasada dois meses,os “caras” estão para ir “cortar” a energia elétrica da tua casa,você aperreado com aquela situação para piorar apenas uma atendente “rápida” por sinal, os nervos já estão a flor da pele.Quando der repente...  Chegam vários idosos dois ou três de uma só vez (tá certo os idosos já trabalharam muito, não tem o mesmo rigor físico de um jovem, é mais que justa o atendimento preferencial dado a eles). Entretanto é inevitável que surja a irritação por parte dos demais, pelo simples fato do péssimo atendimento e por todos passarem por situações diversas e ao mesmo tempo bem parecidas. Até que um solta:
-Poha ! Como pobre sofre!!  Outras pessoas começam a reclamar também:
-Isso só acontece porque agente é pobre, uma atendimento desse seus FDP! E por ai vai...



No coletivo(buzão)22:00 horas o trabalhador vem cansado,naquele ônibus lotado parecendo uma lata de sardinha,vem um “educado” e solta um canário...Ainda por cima o mesmo cara diz:
-Na basta eu ter que suportar esse buzão lotado ainda vem um e faz uma sacanagem dessa,ai se eu tivesse um carro...Deus!


 
São várias situações que ocorrem em nosso cotidiano que passaria horas descrevendo aqui,na maioria das vezes daí que surgem conflitos,insultos.Na realidade para min pobre pobre  não é aquele que não possui dinheiro,mas sim aquele que não tem consciência.
Em determinados casos as pessoas se curvam diante da sua própria situação,é certo,nós que não possuímos dinheiro “ditos pobres”(me incluo também) passamos por vários perrengues,falta de insaneamento básico,tarifas altíssimas,etc.

Mas me pergunto tudo isso é motivo para insultar a si próprio? Ao invés de buscar uma forma de vencer as adversidades? Recentemente conheci á história de dona Rosilda,(irei tentar achá-la e fazer uma entrevista com ela é postar aqui no Blog) uma simples senhora com ensino médio incompleto,sem vários dentes na boca,mas com uma determinação jamais vista é admirada por todos que souberam da sua vida. Ela vendia bombons na feira de uma periferia de São Luís-Ma(cidade onde moro),fazia aquilo por falta de oportunidade,por não ter estudo e para se manter viva,e ajudar seu marido e filhos.Resumindo,após cinco anos ela começou seu próprio negócio com vendas,tem carro próprio,é hoje ganha á vida honestamente e sem os perrengues de antes,assim dando uma vida bem melhor aos seus filhos.

Pode até parecer ficção mas é possível,mudar de vida melhorar sua situação,não que todos iram ser empresários,ter negócios e tal.Mas o que eu quero passar é que não é porque Jesus sofreu,quer dizer que você tenha que sofrer também,para mudar nossa situação dependemos de si próprio,casos como esse me trazem motivação é sei que além dessa senhora muitas outras pessoas conseguiram vencer na vida.

Nem todos temos á oportunidade de estudar,mas não é por isso que iremos baixar a cabeça,temos os exemplo do ex-presidente Lula,Homem metalúrgico,sem estudo que conseguiu chegar á presidência do país,por conta da sua vivência,liderança e principalmente por sua persistência em ajudar aquele povo que sempre amou.

O exemplo de Luiz Inácio Lula da Silva é a comprovação, que não é só por meio dos estudos que possamos vencer claro que é essencial, mas nem sempre temos á oportunidade no país em que vivemos, o sistema nos obriga a cometer vários erros ,os que poderiam nos ajudar são “farinha do mesmo saco” os governantes,que passam eleições,entram eleições e continua a mesma,dizem que o povo tem o poder,mas na dura realidade nem sempre isso funciona.
As vezes o trabalhador “vende” seu foto por cestas básicas ,dinheiro ,etc.Insultando a si próprio e sua dignidade , isso pelo fato da situação difícil ser pior que a preocupação com o direito do voto e com o futuro da nação, é assim entra ano sai ano e continuamos a fazer vista grossa com os fatos e empurrar com á barriga.

A Arte do Insulto nem sempre vem da pessoa de “cima”,na maioria das vezes vem de dentro de si próprio.


Moral da História


Curva-se diante dos problemas, não é uma solução e sim uma forma de se afundar ainda mais ,tenhamos como exemplos de diversas pessoas que conseguiram vencer,deixando os problemas de lado e colocaram a cara para bater.Sei que sou apenas mais um a criticar os governantes,mas se espalhar-mos uma idéia iremos ter êxito.


3 Responses to “Matéria de "Quinta": A Arte do Insulto”


Leave a Reply

Follow by Email

Powered by Blogger. Designed by elogi. Converted by Smashing Blogger for LiteThemes.com. Proudly powered by Blogger.